3 de novembro de 2014

0 Guardiões do Mar inscreve escolas para atividades ambientais

03/11/2014

3.11guardiõesdivulgaçãoObjetivo da ONG é levar boas práticas ambientais para crianças e seus familiares. Materiais coletados são destinados para cooperativa de catadores

Final de ano chegando e por conta das inúmeras festividades, aumenta o número de resíduos descartados no meio ambiente. Por conta disso, os Guardiões do Mar estão aproveitando o término do ano letivo para continuar agendando com escolas de rede pública em seis municípios da Região Metropolitana, atividades de educação ambiental que estimulem o descarte correto para a reciclagem do "lixo". Nos últimos quatro meses, mais de três mil crianças nos municípios de Niterói, São Gonçalo, Rio de Janeiro (Centro), Magé, Duque de Caxias e Itaboraí participaram das dinâmicas de grupo. O resultado é que, acabam levando as boas práticas ambientais para os próprios familiares e bairros onde moram.

As atividades fazem englobam os jogos, caminhos do Uçá e Caminhos da Reciclagem, que são produtos dos Projetos Caranguejo Uçá e CataSonhos, respectivamente, ambos patrocinados pela Petrobras, pelo Programa Petrobras Socioambiental. Os jogos são ferramentas didáticas para ensinar jovens, crianças e até mesmo chamar a atenção de adultos sobre a necessidade de levar uma vida mais sustentável. Através de brincadeiras, as crianças aprendem e levam o material reciclado para as escolas. Os materiais coletados são destinados para cooperativa de catadores que fazem parte da Rede CataSonhos.

O projeto CataSonhos está realizando pilotos para incentivar a coleta seletiva nos bairros onde essas cooperativas estão instaladas. Além de fortalecer a reciclagem e gerar renda para catadores e seus familiares, o projeto tem como objetivo mobilizar e incentivar moradores dos municípios e alunos de rede pública a praticarem corretamente o descarte desses materiais.

“O tabuleirão fez tanto sucesso que acabou virando um álbum de figurinhas com o jogo acoplado. Assim, a brincadeira que a criança participa na escola, pode ser levada para casa e de quebra conhece o mapa da Guanabara e uma pequena mostra da biodiversidade dela, nas figurinhas. Para se obter o álbum/jogo, foi criada uma espécie de troca que nada mais é do que um sistema de moeda verde que incentiva atitudes ecologicamente corretas. As crianças podem trocar o brinquedo pela moeda verde criada para este fim. Ou seja, cada álbum com as figurinhas todas, custará uma quantidade pré-definida de garrafas Pet e latinhas de alumínio. Os resultados têm sido muito positivos e vamos ampliar nossas ações”, explica Pedro Belga, presidente da ONG Guardiões do Mar.

Os agendamentos podem ser feitos com Sabrina Sodre, através do telefone 2605-8016, ou informações através do email guardiõesdomar@guardiõesdomar.org.br.

O Fluminense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails