22 de dezembro de 2011

2 No meio de lugar nenhum uma comunidade chamada Bonanza

No último dia 17 de dezembro (sábado), fomos convidados pelo COMPERJ a proferir palestra sobre educação ambiental, na localidade de São José da Boa Morte, distrito de Cachoeiras de Macacu no estado do Rio de Janeiro, no povoado de Bonanza. Ao buscar informações sobre a comunidade a ser atendida, pensamos em como abordar o tema, para um grupo heterogêneo (crianças, jovens, adultos e pessoas da terceira idade). trata-se de comunidade rural, de baixa renda e consequentemente, baixa escolaridade (no caso de boa parte dos adultos).
O evento, realizado pelo COMPERJ e atendendo a uma solicitação da Associação de moradores na pessoa do Sr. Divino (presidente) teve objetivo (entre outras coisas), de levar àquele grupo um pouco de entretenimento e laser. A programação foi variada e contou com um animador profissional, que em muito abrilhantou o evento. Mas e continuava a dúvida. Como falar de educação ambiental para um público com tal perfil?

DSC01023Ao chegarmos no local previsto, após se perder inúmeras vezes (é muito longe, no meio de lugar nenhum), nos deparamos com muitas crianças, muitos jovens, as mães acompanhando seus filhos, curiosos e é claro, com o presidente da Associação de Moradores de Bonanza, o Sr. Divino. Palco montado, lanche, refrigerante, bolo, brindes sendo distribuídos e a ansiosa espera pelo momento mágico da festa: a chegada de Papai Noel. Foi quando pensamos, como chamar a atenção das crianças para assunto tão importante quanto a educação ambiental, quando após isto, espera-se o bom velhinho, aquele que vem trazer a alegria da criançada nesta época do ano. Como disputar atenção com o Papai Noel?

DSC01000Ao subir ao palco, começamos a falar sobre a importância de preservar o mundo a nossa volta começando pela correta separação e descarte do lixo nosso de cada dia. Da importância de não poluirmos corpos d'água entre tantas outras coisas. De como economizar energia e ao mesmo tempo ajudar ao meio ambiente, com ações simples não deixando aberta a porta da geladeira, sem propósito; mantermos fechado o registro do chuveiro enquanto nos ensaboamos; escovar os dentes com a torneira fechada; etc. Utilizamos de ferramentas como peças, confeccionadas com material reciclável como forma de aproveitamento, geração de trabalho e renda e ainda cuidar do ambiente a nossa volta.

DSC01043Foi uma grande surpresa e um aprendizado ainda maior para todos nós Guardiões do Mar, em especial os envolvidos na atividade ao depararmos com crianças conscientes de seus deveres e atentas a tudo que foi falado. É uma enorme satisfação saber que mesmo distante dos grandes centros urbanos estamos todos conectados pela firme idéia de preservar o meio a nossa volta.

DSC01014Parabéns ao COMPERJ que identificou e permitiu aquele grupo um dia tão agradável. parabéns ao Sr. Divino que tão bem representa sua comunidade. Agradecemos a oportunidade de mais uma vez aprender com quem sabe: o povo!

2 comentários:

  1. Richard_anjosdasaguas4 de janeiro de 2012 13:48

    Parabéns pelo trabalho, vocês servem de exemplo para nós da Anjos das Águas...

    ResponderExcluir
  2. É sempre uma honra e motivo de orgulho saber que nosso trabalho encontra eco e, mais ainda, pode servir de base para outros. Conte semopre conosco. Forte abraço e ótimno 2012.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails