27 de agosto de 2011

3 Breve Histórico - ONG Guardiões do Mar

logo_guardioes_completa

Através de estudos/entrevistas nas escolas públicas e privadas nos municípios de Niterói e São Gonçalo, foi observada uma grande falta de informação sobre os ecossistemas costeiros do Brasil e do mundo. É sabido que aproximadamente 2/3 da população mundial vive a menos de 200 km da costa. O Brasil possui mais 8.000 km de costa e um grande número de comunidades que vivem basicamente da pesca e seus produtos. Sabemos ainda que as áreas costeiras são as mais produtivas e que boa parte do oxigênio atmosférico é resultado do metabolismo das microalgas que são encontradas em abundância nestas regiões.

O projeto/Ong Guardiões do Mar, pela proximidade, adotou como ecossistema e área de atuação a Baía de Guanabara, um importante e belíssimo patrimônio ecológico do Estado do Rio de Janeiro, que vem ao longo da história sofrendo graves e constantes agressões. Assim, de forma pontual, porém constante, iniciou-se um trabalho de educação ambiental (março de 1993), utilizando o atrativo das cores e de atividades lúdicas para mostrar a importância de preservar nossos ecossistemas, priorizando as áreas costeiras.

A primeira grande tarefa foi mostrar porque preservar. Nasceu assim a idéia de exposições itinerantes onde aquários de água salgada e uma coleção seca (restos de pesca), eram montados de forma didática para desmistificar a idéia de que “educação” só se faz em sala de aula, com quadro e giz.

Assim um grupo de universitários/professores da área de biologia e biologia marinha, criou o que viria a ser conhecido como Projeto Guardiões do Mar, que de março de 93 até abril de 1998, atuou em diversas localidades/comunidades, dos municípios de Niterói e São Gonçalo entre outros.

Eventos importantes como Niterói encontro com Portugal – Brasil 500 anos e a I Expo Ciências do Mar de Niterói, foram os primeiros grandes eventos elaborados e realizados pelo então jovem Projeto Guardiões do Mar.

HOJE:

A Ong Guardiões do Mar é uma instituição sem fins lucrativos, sediada no município de São Gonçalo e fundada em 19 de março de 1998. Desenvolve projetos socioambientais promovendo ações de mobilização social e educação ambiental aliadas à geração de trabalho e renda em comunidades menos favorecidas. Suas atividades estão pautadas nos conceitos de Economia Solidária e Comércio Justo, tendo como principal componente fomentador de renda, o reaproveitamento de resíduos sólidos pós-consumo e ainda, coleta, triagem e comercialização de materiais para a reciclagem. Questões como gênero, etnias, jovens e comunidades em risco social, entre outros, são a base para a elaboração e execução das ações da Ong Guardiões do Mar, que remetem para o desenvolvimento sustentável. Nossa missão é: Preservar e proteger ecossistemas naturais usando de estratégias que levem ao desenvolvimento sustentável, tratando o homem, como principal componente do meio.

Principais Ações Realizadas

Os Guardiões do Mar desenvolveram uma linha de atuação baseada na instituição de grupos em associativismo/cooperativismo. Os produtos confeccionados por esses empreendimentos (cooperativas) e comercializados são oriundos de comunidades diversas. Estes produtos concentram conceitos ambientais e sociais, promovendo assim o Desenvolvimento sustentável. No tocante ao reaproveitamento as principais cooperativas apoiadas por esta gestão (com ou sem incubação) foram a Manguezarte Arte e Cultura, Modelarte – Ateliê Mulheres das Pedrinhas e Mulheres de Fibra (em São Gonçalo), e Mulheres Arteiras (em Niterói). Estas cooperativas possuem produção própria ou agregam valor às peças oriundas de outras comunidades, fazendo com que um único produto gere renda para ao menos dois grupos/comunidades diferentes.

Em julho de 2005, os Guardiões do Mar conquistaram sua sede própria, o que permitiu alçar vôos ainda maiores. O Centro de Referência Guardiões do Mar foi adquirido e reformado com o patrocínio da Petrobras. Cursos e oficinas para professores, lideranças comunitárias e jovens, ações afirmativas, gincanas, oficinas de artesanato com reaproveitamento de resíduos envolvendo a comunidade, entre diversas outras atividades. Todas estas atividades têm como viés a educação ambiental e as questões ligadas ao ambiente adjacente.

Os excelentes resultados com as atividades acima estão pautados em uma metodologia própria de gestão comunitária. Atualmente a Fundação Banco do Brasil e o BNDES, também fazem parte desta carteira de apoiadores da instituição.

Participação em eventos nacionais e internacionais:

17º Congresso Internacional do Petróleo (17 WPC - RJ); 3o e 4o Congresso GIFE Ibero-Americano do Terceiro Setor (São Paulo); IV, V, VI Expo Brasil - Desenvolvimento Local (Fortaleza – CE, Salvador – BA e Cuiabá – MS respectivamente), VI Fórum Social Mundial (Caracas-Venezuela); Recicla-Ação (Curitiba – Paraná); I Seminário Nacional de RTS (Salvador – Bahia); I Seminário Internacional de Reciclagem (Porto Alegre – RS); Congresso Nacional de Lixo e Cidadania (Belo Horizonte – MG); III Fórum Internacional de Comunicação e Sustentabilidade (RJ); 4a Conferência Nacional de Ciência Tecnologia e Inovação (Brasília – DF). Estes e diversos outros eventos fazem parte da capacitação da equipe para levar sempre informações atualizadas para as comunidades atendidas.

Ao longo de 13 anos, os programas, projetos e ações realizaram atividades inéditas nas comunidades alvo, causando efetivas e perenes transformações naquelas localidades e grupos de pessoas.

Em 2006, com a realização do projeto Re-Cooperar, os Guardiões entraram em uma nova fase de empreendimentos. Formar cooperativas de catadores de materiais recicláveis e passar a atuar em outro tipo de mercado: o da reciclagem. Com esta ação, passamos a atuar em sistema de rede com empreendimentos de São Paulo e Minas Gerais. O que no início parecia um grande desafio, tem se mostrado (por intermédio dos resultados), mais uma ação de sucesso. Resultados atuais desta atuação são as Cooperativas de Catadores de Materiais Recicláveis de São Gonçalo e Itaboraí, ambas com Licença de Operação do INEA.

Prêmios:

  • 2003 e 2004 - Prêmio Super Ecologia da Revista Super Interessante (Editora Abril Cultural), na categoria Comunidades.
  • 2006 - Prêmio Mulher Empreendedora do SEBRAE, Cooperativas Manguezarte e Modelarte (segundo e terceiro lugares).
  • 2009 - Cooperativa Recooperar de São Gonçalo, por intermédio da indicação da catadora Conceição Macedo da Silva (segundo lugar) e a artesã Marilêda, presidente da Modelarte (quarto lugar).
  • 2010 - Ong Guardiões do Mar foi homenageada no 4o Prêmio Brasil de Meio Ambiente do Jornal do Brasil, como destaque municipal, por conta dos resultados alcançados com as atividades realizadas com catadores de materiais recicláveis urbanos.
  • 2010 – Cooperativa Recooperar de São Gonçalo – Prêmio valores do Brasil, conferido pelo banco do Brasil na categoria Educação Ambiental - Fitilhagem

Tudo isso, nos leva a dispor em nossa carteira de patrocínios, empresas e instituições como: Petróleo Brasileiro SA, Eletrobrás, Furnas Centrais Elétricas, Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), Prefeitura Municipal de São Gonçalo, Secretaria de Estado do Ambiente, Fundação Banco do Brasil (FBB), Banco do Brasil (BB) e, diversos outros parceiros apoiadores também não menos importantes.

3 comentários:

  1. gabriel da silva bragança8 de junho de 2012 18:58

    preciso  entrar em contato com vocês urgente para  apresentar o trabalho de vocês para uma feira de ciências,o meu tel é 3701-6381 ou 8761-7447 prof. sanderly

    ResponderExcluir
  2. Bom dia, sou da empresa Fusco Motosegura , Somos a empresa pioneira e líder de mercado no seguimento deTriciclos.
    Nosso produto é muito bem aceito nos seguimentos de Coletade lixo e material reciclável , empresas como a Comlurb e  locanty jáutilizam  os triciclos.Gostaríamos de interagir com vocês na intenção de apresentar melhor nossos produtos, entender suas necessidades e em que situações nossos triciclos podem estar ajudando em suas operações.Meus contatos 

    ResponderExcluir
  3. Olá, sou recém-formada em Gestão Ambiental e gostaria de saber como poderia fazer parte da equipe. Estou disponível para trabalhos voluntários se necessário. Caso haja esta possibilidade, deixo meu e-mail para contato (camilab_araujo@hotmail.com). Desde já obrigada.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails