15 de fevereiro de 2011

2 A decomposição do chiclete e seus malefícios

Chiclete (do náuatle: tziktli, AFI: [ˈtsiktɬi], lit. "coisa grudenta"), também conhecido como goma de mascar ou chiclé (Brasil), pastilha elástica ou chicla (Portugal) ou chuinga (Moçambique e Angola) é um tipo de confeito que é produzido para ser mastigado e não engolido. Tradicionalmente é produzido a partir do látex de uma árvore denominada chicle, um produto natural, ou a partir de borracha sintética conhecida como poli-isobutileno, que é uma forma não vulcanizável da borracha butil (isopreno-isobutileno) utilizado para câmaras de ar. Não tinha sabor, somente quando um americano adicionou licor passou a ser agradável ao paladar também.

USO: As duas grandes guerras mundiais, principalmente a segunda, contribuíram para o aumento da popularidade da pastilha elástica, não só nos EUA mas também um pouco por todo o mundo. Era tida como terapia relaxante para o stress diário de que as pessoas eram vítimas, e também para evitar o congelamento do maxilar durante as emboscadas noturnas. Também para lavar os dentes e eliminar o mau hálito.

No ambiente: A goma de mascar tem capacidade de aderência, neste caso jogado em ralos e similares propicia que cabelos e outros detritos grudem e obstruam apassagem da água, com consequências nefastas. Pior, se animais domésticos tem acesso ao descarte podem sufocar. É mais fácil a decomposição do chiclete na presença de luz e oxigênio.
Tempo de decomposição: 5 anos

2 comentários:

  1. Vanesca Pricila Janning26 de abril de 2011 09:22

    acho muito legal e interessante ajudar o meio ambiente a sobreviver ao lixo

    ResponderExcluir
  2. Copiada lega da Wikipedia em fera?

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails